•••   Camisas do Corinthians   ••• 

"É o time do povo. E o povo
é quem vai fazer o time"

Corinthians

A história do Corinthians tem origem no continente europeu com o surgimento do Corinthian Football Club, em 1882, na Inglaterra. O nome, idealizado pelo secretário da Football Association (FA) N. Lane Jackson, homenageava a cidade grega de Corinto. Vinte e três anos mais tarde, os ingleses vieram ao Brasil participar de amistosos no eixo Rio-São Paulo. Com brilhantes vitórias sobre times paulistas e cariocas, os "corinthians" (termo criado pela imprensa da época para designar os jogadores europeus) inspirariam o surgimento do time brasileiro.

Após assistirem a vitória do Corinthian sobre o A.A. Palmeiras por 2 a 0 (a freguesia é histórica!), Joaquim Ambrósio, Antônio Pereira, Carlos Silva, Rafael Perrone e Anselmo Corrêa tiveram a idéia de criar um clube tão vencedor e imbatível quanto aquele. E foi assim que, reunidos à luz de um lampião no dia 1º de setembro de 1910, sacramentaram o audacioso plano no bairro do Bom Retiro. Com opções como "Santos Dumont" e "Carlos Gomes", o grupo escolheu por unanimidade homenagear os ingleses que excursionavam pelo Brasil: SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA.

A primeira diretoria foi indicada e confirmada em uma 2ª reunião, na casa do fiscal Miguel Bataglia -que tornou-se o primeiro presidente do clube. Como o grupo crescia rapidamente, os encontros do recém-criado Corinthians passaram a ser realizados numa confeitaria à Rua dos Imigrantes, esquina com a Cônego Martins. Ali seria a primeira sede do Timão.

A primeira partida realizada pelo Corinthians aconteceu no dia 10 de setembro, um sábado, contra o União Lapa. Jogando com Valente, Perrone e Atílio; Lepre, Alfredo e Police; João da Silva, Jorge Campbell, Luiz Fabi, César Nunes e Joaquim Ambrósio, o time acabou derrotado por 1 a 0.

No segundo jogo, contra o Estrela Polar, a primeira vitória: 2 a 0, gols de Luiz Fabi (eternizado como autor do 1º gol da história corinthiana) e Jorge Campbell. A formação da equipe foi a mesma da primeira partida. Em 1914, o Corinthians conquistou invicto o seu primeiro título, de campeão paulista.

Em 1919, o clube arrendou um terreno na Chácara da Floresta, na Ponte Grande. Sete anos mais tarde, investiu na compra do terreno do Parque São Jorge, que passou por reformas durante dois anos e foi inaugurado no dia 22 de julho de 1928. É a sede do clube até hoje e localiza-se à Rua São Jorge, nº 777, no bairro do Tatuapé (zona leste de SP).






"Se você jogar no céu, morro só pra te ver jogar"
"Já vi o Corinthians vencer, já vi o Corinthians perder, mas nunca vi o Corinthians se entregar"
"O Corinthians é um fenômeno sociológico a ser estudado em profundidade"
Arena Corinthians. O sonho de 30 milhões
de loucos. Escolhida pela FIFA para sediar
a abertura da Copa do Mundo de 2014.

A Arena da Fiel

O projeto

Localizado em frente à estação Itaquera do Metrô (zona leste de SP), o estádio do Corinthians tem capacidade para 48 mil espectadores. Para sediar a abertura da Copa-14, a FIFA previu a necessidade de 68 mil lugares. Foram, então, adicionados 20 mil assentos temporários atrás dos gols, já retirados após o fim da competição. Cerca de 20 chefes de Estado e representantes dos países que disputaram a Copa estiveram no local, além do número recorde de 5 mil jornalistas de todo o mundo.

Construção

Como parte das comemorações pelo centenário alvinegro, o Corinthians e a construtora Odebrecht firmaram acordo em 2010 para a execução do projeto dos arquitetos Aníbal Coutinho e Antonio Paulo Cordeiro. Os trabalhos na Arena começaram em 30 de maio de 2011; em setembro do mesmo ano foi assinado o contrato no valor de R$ 850 milhões para a execução das obras, sendo R$ 400 milhões investidos pela Odebrecht e R$ 450 milhões financiados através do BNDES.

"O Corinthians tinha de assumir o papel de maior clube do Estado, de ser o estádio da abertura"
20 curiosidades sobre a Arena Corinthians, em números
  •    Área construída: 189.000 m²   
  •    Área do terreno: 198.000 m²   
  •    1.620 vagas descobertas   
  •    Cobertura: 32.300 m²   
  •    929 vagas cobertas   
  •    1.937 degraus pré-moldados   
  •    3.100 estacas de fundação   
  •    11.682 lajes pré-moldadas   
  •    594 pilares pré-moldados   
  •    3.274 vigas pré-moldadas   
  •    1 auditório para convenções   
  •    4 restaurantes/sport bar   
  •    89 camarotes individuais   
  •    6.150 m² de fachada   
  •    59 lojas para concessões   
  •    Escada rolante: 10 unidades   
  •    Cozinha industrial: 1 unidade   
  •    48 mil lugares marcados   
  •    Sanitários: 502 unidades   
  •    Elevadores: 15 unidades   

FONTE: Site oficial da Arena Corinthians
Vai, Corinthians!
Vai, não para de lutar
Vai, torcida Fiel!
Saravá, São Jorge, que ele vai nos ajudar





"Todos os times têm uma torcida. O Corinthians é uma torcida que tem um time"
"Ser corinthiano é ir além de ser ou não ser o primeiro. É ser um pouco mais brasileiro"

Torcida virtual

No início dos anos 90, ter um computador em casa significava pertencer a uma classe social de maior poder aquisitivo. Sistemas eletrônicos de informação conhecidos como "videotexto" eram hobbies de elite e parte desses usuários acessava sistemas fechados chamados "BBS", onde só entravam pessoas com prévia indicação.

Com a explosão do acesso à internet e a consequente 'popularização' dos PCs (personal computers) nas residências, o acesso aos BBSs acabou liberado para todos que se interessassem em assinar o serviço. Depois de algum tempo, cerca de 20 mil usuários já frequentavam chats e trocavam mensagens nas chamadas "conferências virtuais".

Não demorou para o maior destes sistemas abrir espaço para a criação de uma conferência de torcedores corinthianos, a "Gaviões do Mandic (152)". Na tentativa de desvincular daquele grupo os nomes da torcida organizada corinthiana e do BBS, iniciou-se no fim de 1995 uma votação para escolher o nome da torcida virtual. Mesmo com sugestões como Fiel Eletrônica, Raça Net, Torcida Eletrônica Corinthiana e Corinthianet, nenhum deles teria tanta aceitação quanto o vencedor: Netimão.

A primeira reunião da Netimão aconteceu em 1996, ano de Libertadores e da contratação de um dos maiores craques da atualidade pelo Corinthians: o atacante Edmundo. Cerca de 10 amigos foram juntos ao Pacaembu acompanhar o amistoso de estreia do "Animal", quando Edmundo substituiu o legendário Luizinho "Pequeno Polegar".

Já o primeiro Encontro Oficial da NeTim@o (grafia adotada para criar relação entre o grupo e o mundo virtual) aconteceu no primeiro jogo do Corinthians no Campeonato Paulista daquele ano, dia 31/1. No Pacaembu, o Todo Poderoso Timão goleou o Araçatuba por 4 a 0!

Centenas de encontros vieram após este, nos estádios ou nos demais lugares em que pudemos exercer nossa devoção pelo Sport Club Corinthians Paulista. A NeTim@o passou a ser um grupo real de amigos criados no mundo virtual. Estivemos presentes nas maiores conquistas da história do Timão, com destaque para as viagens em caravana ao Rio de Janeiro (2000) e para o Japão (2012) na conquista do bicampeonato mundial de clubes da FIFA.

No decorrer destes anos, concluímos que deveríamos ao menos criar uma landing page para preservar online um pouco da nossa história. Hoje mantemos convívio virtual através de grupos de discussões por WhatsApp e e-mail e buscamos sempre novos associados com a divulgação daquela que é reconhecida como a mais antiga torcida virtual de um time de futebol brasileiro.

Já são mais de 20 anos de conexões e amizades, celebrados neste ano de 2016. Se você é torcedor corinthiano, gosta de acompanhar de perto o Todo Poderoso Timão e se interessa por discussões de alto nível em um ambiente descontraído, venha fazer parte da nossa família!

14.01.2000 | 16.12.2012
Chora, porco imundo. O Timão é bicampeão do mundo!

As conquistas

Mundial de Clubes - 2012

16.12 - O estádio de Yokohama se transformou numa festa brasileira que calou a torcida do Chelsea. Vindos de todas as partes do Japão - entre imigrantes que ali vivem e turistas que acompanharam apenas o Mundial de Clubes -, os milhares de alvinegros já se diziam vitoriosos antes mesmo de a partida começar, por terem provado a força do "bando de loucos". Foi um dia histórico, do primeiro ao último minuto da final que deu o bicampeonato mundial ao Corinthians: 1 a 0, gol de Guerrero.

Libertadores - 2012

04.07 - A vitória sobre o Boca Juniors por 2 a 0, com gols de Emerson Sheik, selou naquela noite a conquista gigantesca da equipe comandada por Tite. Sem estrelas, o Corinthians se impôs durante toda a competição através da aplicação tática de seus jogadores. A ausência de um centroavante fixo, que provocava temores na torcida, seria suprida jogo a jogo por peças fundamentais daquele elenco, como o volante Paulinho, os meias Alex e Danilo e os atacantes Sheik e Romarinho.

Mundial de Clubes - 2000

14.01 - O Maracanã foi palco de nova invasão da torcida corinthiana naquela noite de sexta-feira. Mais de 30 mil loucos do bando acompanharam de perto o empate sem gols diante do Vasco no tempo normal e na prorrogação. Inspirado, Dida defendeu a cobrança de Gilberto na disputa por pênaltis, e viu o ídolo adversário Edmundo mandar sua cobrança na arquibancada. E o mundo, então, se rendeu ao cântico entoado pela primeira vez naquela final: "Todo Poderoso Timão".

Brasileiro - 6x campeão

22.11 - Na matemática, o título veio três dias antes contra o Vasco, no Rio. Mas na prática, o reencontro dos campeões com a Fiel foi de lavar a alma! Quis o destino que o primeiro jogo pós-hexa fosse na Arena contra os rivais da Vila Sônia/Jardim Leonor. E para homenagear as seis estrelas douradas, os reservas que foram a campo anotaram os seis gols que ficarão guardados pra sempre na memória dos corinthianos. O eterno 6x1 já está marcado como o jogo da volta olímpica!

Copa do Brasil - tricampeão

01.07 - No ano em que se reergueu após ter disputado a divisão de acesso do Brasileiro, o Corinthians contratou o ídolo brasileiro Ronaldo e colheu os frutos da contratação através de títulos. Após vencer o time do DVD no jogo de ida por 2 a 0, o Timão buscou no Sul do país um empate por 2 a 2 e levantou sua terceira taça na Copa do Brasil. Antes, o Todo Poderoso tinha sido campeão em 2002, contra o Brasiliense, e em 1995, quando Marcelinho Carioca calou os gremistas no Olímpico.

Paulista - 27x campeão

19.05 - Ninguém soma mais títulos do que o Corinthians na disputa do Estadual paulista. Aqui, como no "mundo reconhecido pela FIFA", quem manda somos nós! A última vítima foi a lambarizada, em 2013, que viu a Fiel fazer a festa na baixada santista com um empate por 1 a 1. Antes, o Corinthians havia sido campeão em 2009 contra o mesmo adversário. O mais histórico dos títulos aconteceu em 1977, quando o Timão bateu a Ponte e deixou para trás um jejum de 22 anos sem erguer este troféu.

Recopa - 2013

17.07 - Quis o destino que, em 2013, o adversário do Corinthians na Recopa Sul-Americana fosse justamente o rival da soberba, o torcedor criado pelo papai acreditando que "só o que vale é o que a gente ganha". O freguês de decisões e jogos importantes comprovou sua fama e permitiu ao Todo Poderoso inaugurar o placar do confronto direto em torneios internacionais: 1 a 0 pra "nóis" em canecos, após vitórias no Panetone (2 a 1) e no Pacaembu (2 a 0).

Pequena Taça do Mundo - 1953

02.08 - O primeiro torneio com status de mundial conquistado pelo Corinthians data de 1953, quando o clube representou o Brasil num quadrangular na Venezuela. O Timão disputou o título de melhor time do mundo com o selecionado local (Caracas) e os poderosos europeus do Barcelona e da Roma. Com campanha 100%, vencemos os 6 jogos (dois contra cada time), levamos uma das taças mais charmosas da nossa sala de troféus e ainda recebemos cerca de um milhão de cruzeiros pela participação!

"Malandro é o Corinthians, que diz que não vive de títulos mas toda hora ganha mais um!"

Os clientes, até 2016

 Alevinos (até 1.6.16)

  •   Pode chegar, freguesia!                                   
  •   Em 323 partidas disputadas:
  •   128 vitórias do Timão (39,63%)
      92 empates (28,48%)
      103 derrotas (31,89%)
  •   576 gols marcados (1,78 por jogo)
      498 gols sofridos (1,54 por jogo)

 Suínos (até 12.6.16)

  •   Rivalidade acirrada, lá e cá                             
  •   Em 350 partidas disputadas:
  •   120 vitórias do Timão (34,29%)
      106 empates (30,29%)
      124 derrotas (35,43%)
  •   468 gols marcados (1,34 por jogo)
      507 gols sofridos (1,45 por jogo)

 Bambinos (até 17.7.16)

  •   Perdem até pros empates...                            
  •   Em 313 partidas disputadas:
  •   121 vitórias do Timão (38,66%)
      99 empates (31,63%)
      93 derrotas (29,71%)
  •   460 gols marcados (1,47 por jogo)
      413 gols sofridos (1,32 por jogo)

FONTE: Estatísticas oficiais do Corinthians